JavaScript – O que é e Para que serve – Tutorial

February 4, 2014 · Postado em Introdução 
Tutorial e Curso de JavaScript

Logotipo da linguagem JavaScript

Neste primeiro Tutorial de JavaScript de nossa apostila, vamos explicar, em detalhes, o que é o JavaScript, para que ele serve, qual seu propósito, por quê usar JavaScript?

Esta discussão inicial irá-lhe ajudar a ver o real propósito do JavaScript, onde e para quê ele deve ser usado, estudado e alvo de atenção.

Veremos todo o poder, flexibilidade e como a linguagem JavaScript praticamente revolucionou a internet, e esta o mundo.

Se você gostar do que vai ler, não tenha dúvidas, JavaScript foi feito para você.

JavaScript – Uma linguagem de Script e Interpretada

Como o próprio nome pode sugerir, o JavaScript é uma linguagem de script, e afinal, iremos criar diversos (milhares) de scripts ao longo de todos os tutoriais de nosso curso.
Mas você realmente sabe o que é uma linguagem de script?

A característica básica de uma linguagem de script, é que seu código é executado dentro de outro programa. O JavaScript, por exemplo, vai ser executado dentro do navegador (browser) de seu sistema, ou seja, sem um navegador, o JavaScript não serve de nada.

A linguagem C ou C++, por exemplo, não são linguagens de scripts, elas são linguagens compiladas. Ou seja, assim que terminamos de programar, temos que compilar e o resultado será a criação de um novo programa, um novo aplicativo ou executável.

Os códigos, chamados scripts, que iremos estudar em nossos tutoriais de JavaScript, são ditos serem interpretados.
Ou seja, eles não são compilados.

Eles serão escritos, e um programa (navegador ou browser) vai ler cada um destes comandos do script e vai interpretar eles.
Esses programas são chamados também de interpretadores, pois eles vão ler cada comando, interpretar o que eles querem dizer e executar esses códigos, sem haver a necessidade de um processo de compilação pelo processador do computador.

JavaScript – Uma linguagem do lado do cliente (client side)

Outro termo técnico que é comum de ser dito sobre a linguagem JavaScript, é que ela é client side, ou seja, ela age no lado do cliente.
Mas que lado? Que cliente? Hã?

Vamos lá. Vamos dividir a Internet em dois pedaços: o lado do cliente, que são os usuários, pessoas comuns navegando na internet, como você agora, lendo este tutorial de JavaScript.

O outro lado da internet é o lado dos servidores.
Sempre que você acessa um site, como o da Globo.com, por exemplo, seu navegador fazer um pedido para os servidores (computadores) da Globo: “Hey, Globo! Me manda as notícias, quero ler”.
Aí os servidores vão e te enviam as informações.

Então você clica em um link, e seu navegador conversa de novo com os servidores: “Ei servidor da Globo, ele clicou no link de sports, quer ler sobre MMA, então me envie as informações sobre isso”.

E assim vai funcionando a internet, nessa conversa entre o lado do cliente e o lado dos servidores. Pois bem, o JavaScript vai ser maravilhosamente útil no lado dos clientes. Os scripts vão rodar no navegador dos usuários.
Vejamos um exemplo disso.

Vamos supor que você vai se cadastrar no site de um banco, para ver se pode financiar um carro. Então você vai preencher um formulário onde tem que dizer sua data de nascimento, isso é necessário pois somente quem tem mais de 18 anos pode pedir um financiamento.

Então você preenche, seu browser envia as informações para o servidor do banco.
Mas se você for de menor, lá no servidor eles vão ver: “Opa, esse cara aqui é de menor, não vai dar pra ele receber financiamento. Vamos mandar e-mail pra ele explicando isso”.

Agora imagine milhares ou milhões de pessoas fazendo isso, quanto trabalho vai ter o servidor, em checar se são maiores de idade, em responder aos inscritos etc etc. É aí que entra o JavaScript.

Você cria um script dentro do HTML, no código dos formulário que vai fazer uma checagem. Ele vai pegar o dado do usuário sobre a data de nascimento, e vai checar matematicamente se ele é de maior e só vai deixar ele enviar os dados do formulário se for de maior.

Como veremos, é uma checagem simples. E o mais fantástico: os dados só são enviados se for maior de idade. Assim, os servidores não serão incomodados, não receberão dados inválidos, nem irão perder tempo e processamento checando isso e respondendo e-mail.

As vantagens do JavaScript

Por ser executado no lado do cliente, não há aquela conversa entre o seu navegador e os servidores, e essa velocidade vai depender da banda de sua internet, se for muito lenta, essa comunicação é bem demorada.

Porém, se o script rodar diretamente no seu navegador, é um processo quase instantâneo, pois o processador de seu computador é zilhões de vezes mais veloz que uma conexão de internet, não é verdade?

Não sei se você chegou a usar a internet na década de 90, quando a velocidade de conexão era super lenta, mas os sites eram super mega simples, basicamente feitos de textos, pois era muito custoso fazer diversos efeitos, por conta dessa conversa entre cliente e servidor.

Porém, com o uso do JavaScript, podemos criar efeitos na janela do navegador, nas cores dos links, podemos fazer uma imagem aumentar de tamanho quando passamos o mouse em cima, o JavaScript pode detectar a resolução da sua tela (tela de notebook, netbook, tablet, smartphone) e exibir o conteúdo de um site de uma maneira mais adequada para cada tipo de dispositivo e várias outras coisas.

E lembre-se do mais fantástico: tudo isso no lado do cliente, no computador das pessoas, e isso é algo extremamente veloz, geralmente percebemos como algo instantâneo, e tudo graças ao JavaScript.

Outra coisa interessante que você vai notar ao estudar qualquer tutorial de JavaScript, é que você pode fazer muita coisa offline, afinal ele vai rodar no seu navegador, e ele não precisa estar online para isso.

Assim, podemos criar calculadores em JavaScript, calcular IMC, criar jogos, programas para calcular média, calcular quantos segundos, minutos e horas de vidas vivemos, apenas fornecendo nossa data de nascimento, podemos criar um script que valida o número de um CPF, um script para quebrar senhas, para baixar o código-fonte de sites, você pode exibir uma mensagem “Proibido a cópia de conteúdo”, se alguém clicar no texto ou apertar Control+C, pode fazer com que a janela feche automaticamente caso a pessoa digite a senha errada etc etc etc.

A limitação do JavaScript é que ele é feito para web, você não vai usar essa linguagem para fazer coisas dentro de seu computador.
Mas a internet é algo tão vasto que já virou sinônimo de computador, afinal, quantas pessoas você conhece que tem computador e não acessam a internet?

Eu não conheço ninguém. Todos usam e vivem para usar a internet, então estudar JavaScript é criar aplicações que podem ser usadas por todo mundo. Não há limites ou fronteiras, a internet é simplesmente a tecnologia mais revolucionária, importante e usada de todos os tempos.

Parabéns, você decidiu estudar JavaScript, a linguagem que vai te dar o poder de dominar, entender, alterar e criar scripts para a web.

Bem vindo ao Curso JavaScript Progressivo, desejamos bons estudos e que use seus conhecimentos com responsabilidade.

Comments

4 Responses to “JavaScript – O que é e Para que serve – Tutorial”

  1. […] já deixamos bem claro em nosso tutorial onde explicamos O que é e Para que Serve o JavaScript, ele é uma linguagem de script voltada totalmente para programação web. Ou seja, vamos usar o […]

  2. […] que já sabemos O Que É e Para Que Serve o JavaScript e já nos preparamos obtendo O Necessário Para Programar em JavaScript, vamos de fato colocar a […]

  3. Natanael on December 6th, 2015 12:51 am

    Ótimo explicação. É um bom tutorial para iniciantes, parabéns!

  4. MÁRIO SALVADOR FAILLACE CHAGAS on December 22nd, 2015 5:25 pm

    Quero começar a aprender a linguagem JavaScript, para desenvolver páginas na web, construindo sites.
    Espero contar com vocês.
    Obrigado
    Mário Salvador

Leave a Reply